da Bahia para o Mundo
  • pt-br
  • en

Vamos nos conhecer?

Por meio de iniciativas de diálogo e relacionamento temos oportunidade de conhecer as comunidades com as quais atuamos para, assim, gerenciar os impactos reais e potenciais de nossas operações.

 

 

Para honrar nosso compromisso de produzir celulose com sustentabilidade temos de conhecer as comunidades com as quais nos relacionamos, reconhecer o impacto de nossas operações e trabalhar para gerenciar estes impactos. Para a Veracel, todo o agrupamento de casas que se identifique com um nome e tenha em comum uma associação, igreja ou escola é reconhecido como “comunidade”. Nos 10 municípios em que atuamos, convivemos com mais de 140 comunidades, sendo mais de 40 próximas às nossas operações florestais. Para saber como nossas ações geram impactos no dia a dia destas pessoas, promovemos o diálogo sistemático para que possamos atuar a fim de mitigar os impactos negativos, potencializar os positivos e manter um relacionamento saudável. Veja ao longo deste capítulo quais são as iniciativas e de que forma realizamos este processo. [GRI 103-1, 103-2, 103-3: Comunidade Local]

Veja como compartilhamos no programa O que tem aqui as riquezas, culturas, curiosidades, belezas naturais e desafios enfrentados pelas comunidades em que atuamos.

 

 

Antes, durante e depois

 

Aqui, o diálogo é sempre ativo

A comunicação direta e transparente com os moradores das comunidades onde atuamos é direcionada pelo Diálogo Ativo, uma ferramenta que inclui oportunidades diversas de relacionamento e engajamento, regulares ou eventuais, quando podemos conhecer as demandas mais importantes deste público e estabelecer nossos planos de ação. Entre estas oportunidades estão o Ação e Cidadania, Programa de Visita, encontros com fornecedores, Fórum Florestal e conselhos setoriais como o do Mosaico de Áreas Protegidas do Extremo Sul da Bahia (Comapes) e de Desenvolvimento da Costa do Descobrimento. Pesquisas e os canais Fale Conosco e 0800, bem como questões levantadas pela mídia também contribuem para identificarmos os principais temas a serem trabalhados e comunicados. É com este conjunto de iniciativas que procuramos nos manter atualizados com os interesses de nossos públicos, a fim de interagir com eles de forma construtiva e proativa. [GRI 411-1]

A influencia positiva no território por meio da cadeia de fornecimento é igualmente avaliada e monitorada, seguindo as normas de conduta estabelecidas. Saiba mais em Sustentabilidade na cadeia produtiva. 

 

 

Via de mão dupla

O Programa Ação e Cidadania foi criado em março de 2012, com o objetivo de fortalecer os canais de comunicação entre a empresa e as comunidades onde atua. As atividades foram tão bem-sucedidas que, além de atenderem a uma condicionante da Licença de Operação das atividades florestais – na qual a empresa deve apresentar suas operações antes de iniciar as atividades -, a iniciativa se consolidou como um importante fórum de diálogo, onde prevalecem a confiança, a transparência e a responsabilidade.

Nestes encontros, apresentamos os possíveis impactos gerados por nossas operações, ouvimos os anseios da comunidade, tiramos as suas dúvidas e discutimos as ações de mitigação, além de deixarmos disponíveis nossos canais de comunicação. São oportunidades que nos ajudam a aprimorar a matriz de impactos, uma vez que os próprios moradores nos fornecem informações importantes sobre a dinâmica daquele território.

 

 

Ações desdobradas

O sucesso do programa, realizado com o apoio do Instituto Mãe Terra, resultou no desdobramento das ações como oportunidades de engajamento para diversos temas a serem trabalhados com as comunidades. Mantemos edições temáticas como o Ação e Cidadania Ambiental, que trata de questões relacionadas ao meio ambiente; e Ação e Cidadania Terminal Marítimo, realizado nas comunidades próximas ao Terminal Marítimo de Belmonte, para abordar a segurança do transporte e operação marítima nestes locais. Também veiculamos o programete Ação e Cidadania em rádios locais, abordando temas diversos de interesse da população, por exemplo: combate ao trabalho infantil, prevenção da febre amarela, dicas de segurança, e curiosidades sobre as comunidades e suas tradições.

Para ouvir outros programas de rádio da Veracel, acesse www.veracel.com.br/midia/acao-e-cidadania

O Ação e Cidadania ultrapassa o diálogo. É uma estratégia de relacionamento que fornece insumos importantes para nossa atuação, a partir do momento que estabelecemos uma relação de transparência e confiança. E, mesmo que haja uma metodologia a ser seguida, a receita não é única. Cada edição é um aprendizado mútuo.”

Izabel Bianchi, especialista em Responsabilidade Social da Veracel

Manifestações recebidas [GRI 103-2: Comunidade Local]

Além dos impactos compensados nas edições do Ação e Cidadania, em 2017, recebemos 22 manifestações da comunidade relacionadas aos impactos de nossas operações, por meio de contatos feitos nos diversos canais de comunicação. Elas se relacionavam a queixas por poeira causada pelo trânsito de máquinas e veículos; riscos devido à velocidade de caminhões; riscos de acidentes com queda de árvores nas residências em decorrência de plantios próximos; riscos de danos a benfeitorias (cercas, moradia, rede elétrica, entre outros); assoreamento de rio; dentre outros.

O tratamento dado às manifestações envolve medidas mitigadoras ou de prevenção, como umectação de vias, orientação a motoristas e outras adequações nas atividades quando avaliadas as necessidades, além de esclarecimentos e outros encaminhamentos quando os riscos e impactos não estavam relacionados às nossas operações.

 

Como estamos dirigindo?

Além de promover campanhas de conscientização sobre segurança junto aos nossos motoristas que transportam madeira, seguindo o Código de Conduta da Veracel e procedimentos que visam às melhores práticas, colocamos à disposição das comunidades o canal 0800 para que eles possam nos avisar sobre qualquer ocorrência no transporte de madeira. O canal está aberto para críticas, elogios ou sugestões sobre a postura dos motoristas na condução de nossos veículos. Em 2017, registramos sete ligações por meio deste canal, sendo 100% delas solucionadas.

 

Fale conosco!

Desde 2016 mantemos o serviço de 0800 para reforçar o contato com o público e o compliance na empresa. Funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, e pode ser acessado por qualquer pessoa para fazer queixas sobre discriminação, questões trabalhistas, má conduta de colaboradores, ruído, poeira, entre outros temas. Os registros podem ser feitos anonimamente e o canal é gerido por empresa externa, independente, seguindo as normas internacionais de segurança da informação.

 

 

0800-7210764

 

Casos relacionados à discriminação, direitos humanos, práticas trabalhistas, impactos ambientais, impactos à sociedade e corrupção relatados por meio do Canal de Comunicação Anônima são geridos pela área de Auditoria Interna e Compliance. Mensalmente, enviamos relatórios para os membros do Comitê de Auditoria, formado por nossos acionistas Fibria e Stora Enso e, trimestralmente, enviamos uma análise dos casos em investigação que possuem alta relevância. [GRI 103-1, 103-2, 103-3: Discriminação, Direitos Humanos, Práticas Trabalhistas, Impactos Ambientais, Impactos à Sociedade, Combate à Corrupção]

 

VOLTAR AO TOPO

Qual a sua opinião sobre o relatório?(Clique e responda à pesquisa)